food, art & spirits

food, art & spirits

domingo, 7 de agosto de 2011

NÃO É A MAMÃE!

...
- Wair, decidimos não sair. Vamos ficar aqui batendo papo, enquanto você faz alguma coisa p´ra gente comer.
- Sem chances, senhores. Cheguei de viagem ontem, e não deu tempo de fazer compras.
- E desde quando você não tem nada guardado no armário para uma ocasião destas? Eduardo sempre fala que você entra em depressão quando a geladeira está vazia...
- Em depressão está minha geladeira. Com um vazio interior...
- Tem vinho?
- Claro. Tenho algumas garrafas de Catena Zapata, ótimo Malbec.
- Então, metade do caminho está resolvido!
- Para com isto, criatura! Minha despensa está vazia, a geladeira idem, e ainda não cheguei no milagre da multiplicação dos peixes, pães e o que quer que eu tenha em casa.
- Olha aqui. Tem ovos na geladeira.
- Dois ovos! Nós somos oito - vocês se contentam com 1/4 de ovo cozido?
- Pronto - ovos e bacon. Dá para fazer uma pasta a carbonara...Já comi na sua casa, e lembro que era um dos melhores que já comi até hoje...
- Agradeço o elogio, mas não creio que seja sincero. Vocês estão querendo que eu providencie algo palatável, portanto até aquela minha ultracomentada tentativa infrutífera de copiar o souflèe do Marcel vai ser elogiada agora. Sem chances.
- Wair, tem praticamente um carbonara esperando por você aqui na geladeira, qual o ...
- Primeiro - o verdadeiro carbonara é feito com Pancetta, e não com Bacon. Segundo, com Pecorino, e não com Parmesão, o único queijo disponível neste recinto no momento. Terceiro - somente tenho papardelle integral, ótimo, mas que não vai dar certo com esta receita. Quarto -
- Já sei. Não precisa mais explicar, você está com má vontade mesmo. Um carbonara é tão fácil de fazer...
- Má vontade? Já expliquei que não dá para fazer o carbonara com o material disponível ?
- Como não? Tem ovos, queijo, bacon...
- Posso fazer uma omelete. Para dois. Portanto, até amanhã.
...
- Mas que cara é esta?
- Cara de quem está com vontade de comer um papardelle alla carbonara e o amigo cozinheiro está com frescura. Ok, tudo bom. Vamos beber o vinho, que promete, e sairemos daqui completamente bêbados, tudo porque o "chef" não quis modificar um pouquinho a receita.
- Vocês sempre foram chatos e insistentes assim, e eu nunca tinha percebido, ou receberam alguma entidade que se recusa a subir?
- Vai rolar comida?
- Abram o vinho, coloquem a mesa que eu me viro com o que tenho aqui.

Neste ponto da noite, eu vi que não podia mais contrariar os amigos que já tinham decidido ficar aqui por mais tempo, atualizando os assuntos, como disse um deles. Mas não dava para fazer o que me pediam, uma pasta à carbonara. Porém...a base deste prato inspirou uma variação muito boa. Enquanto o papardelle integral cozinhava em água abundante, piquei o bacon bem pequeno, derreti sua gordura na frigideira quente, adicionei quatro dentes de alho picados, três peperoncinni, um pouco de azeite virgem. Separadamente, misturei os dois ovos com uma xícara de creme de leite fresco, um pouquinho de pimenta do reino branca moída na hora e uma xícara de parmesão ralado.
Retiro a massa da água depois de 9 minutos, passo-a na frigideira grande para misturar o azeite, o bacon e o peperoncino. Despejo nela 3/4 de xícara da água quente em que cozinhou a pasta, transfiro tudo para um bowl de louça previamente aquecido, despejo a mistura de creme de leite e ovos, mexo rapidamente, e sirvo imediatamente.

- Wair, este carbonara apimentado está uma delicia.
- E eu já tentei explicar que isto não é "um carbonara".
- Bem, tem macarrão, ovos, queijo...
- Se um pato nascer num estábulo isto faz dele um cavalo?
- Deixa de ser purista! Agora que cismou que é "chef"...
- Não sou chef, sou cozinheiro. Mas sei a diferença entre a receita original e isto que fiz - ou cometi, sei lá.
- Bem, eu tenho que dizer - este seu Papardelle Alla Non Carbonara está uma delícia.
- Ok. Batizaremos este prato de "questo non é un carbonara", o Wair fica feliz, a gente também, e o tal do Carbonara, que eu nem sei quem é, não reclama...
- Dio Mio, cozinhei para ouvir isto...
- Aproveitando: vai rolar uma sobremesa também? Vi um pedaço de goiabada na geladeira...

5 comentários:

  1. Alessandra Castro7 de agosto de 2011 21:11

    Wair!! Otimo!!! Vc deveria ser, alem de excelente cozinheiro (pelo q posso perceber) e diretor de criaçāo, um escritorio maravilhoso, que narra como ninguem!!! Qto mais te conheço, mais te admiro!!!! Agora quero comer o mingau de tapioca e o Carbonara.... Ou o nao carbonara!!!!!rsrsr beijosss

    ResponderExcluir
  2. Nossa, nunca cozinharei pra você Wair, brrrrrrr.

    ResponderExcluir
  3. wair queridissimo...suas maos valem ouro....ate pao com ovo ficara incrivel apos su chef......bjao, saudades e ai que vontade que deu deste carbonara,u nem tabto carbonara assim....esqueci de assinar...Moro

    ResponderExcluir
  4. hehehe adorei a cronica, imagino que a não-carbonara tenha ficado um espetáculo e já fiquei curiosa com a sobremesa :o)

    ResponderExcluir