food, art & spirits

food, art & spirits

sábado, 8 de setembro de 2012

de grão em grão

Adoro grãos. Arroz, grão de bico, lentilha, ervilha, feijão, favas - coloque qualquer grão nesta lista, e eu traço. Em primeiro, eles me lembram tempos passados, quando comprava grãos a granel armazenados em imensos sacos de estopa nas quitandas e empórios de Santos, onde morei quando criança. Gostava da sensação de pegar os grãos de diversas cores do feijão, da sensação seca da ervilha e da qualidade escorregadia do arroz agulhinha, servidos em  pás cônicas de metal brilhante. E em segundo eu nunca associei especificamente esta predileção por suas qualidades benéficas em relação à saúde e ao bom funcionamento do organismo, sempre fui mais pelo gosto mesmo. Mas hoje  descobri as virtudes do feijão preto (pesquisando na rede, apenas para contrapor os argumentos de um detrator que dizia que feijão engorda muito - e eu não podia deixar passar isto em branco...), e por consequência, fui aumentando a lista da pesquisa, que deu no seguinte:
- feijão preto - útil para pessoas com o metabolismo da glicose irregular (diabetes e hipoglicemia), diminui o risco de ataque cardíaco pela presença de ácido fólico e magnésio, fora as fibras, e é ótimo antioxidante.
- ervilha - ótima fonte de vitamina K, portanto fortalece os ossos e também favorece a função cardiovascular.
- grão de bico - excelente para controlar o colesterol, e é um ótimo substituto para a proteína animal - é ótima fonte de energia.
- milho - grande apoio para a saúde pulmonar, em virtude da presença do caroteno. E é bastante benéfico para a memória, em virtude da Tiamina - além de apoio à produção de energia, mesmo sob stress, em virtude da presença de ácido pantoténico.
- feijão roxinho ou mulatinho - uma fonte de fibras cinco estrelas. Ajuda na memória (sim, Tiamina) e ainda tem Ferro. 
- aveia - diminui o colesterol e melhora significativamente a resposta do sistema imunológico às infecções bacterianas. 
- cevada - proteção contra o câncer de mama e colabora na conservação dos tecidos do corpo graças ao fósforo.
- arroz - claro, o integral possui muito mais nutrientes, minerais e menos carboidratos que o arroz branco. E - surpresa! ajuda a diminuir o apetite e favorece a perda de peso.
- lentilha - tem grande densidade nutricional e melhora a função digestiva e a cardiovascular, além de ser fonte considerável de ferro.
E por aí vai. Claro, uma feijoada com pé de porco, carne seca, toucinho, gorduras animais de toda ordem - um dos pratos mais "macunaímicos" que conheço - pode sobrepujar os efeitos benéficos do grão, bem como um risotto com muita manteiga também - e a cevada sob sua forma líquida não manifesta as mesmas benesses que a sólida, se é que você me entende. Eu não sou adepto do feijão diário com carnes - faço como faziam minha avó e minha mãe, temperado com alho e cebola refogados em azeite, sal, um tico de pimenta e uma folha de louro, simples, delicioso. Geralmente cozinho uma grande porção, divido sem tempero e depois vou dando uso ao produto - uma sopa, um tutu, ou feijão pura e simples. E é tão bom quando você gosta de uma coisa e ela oferece benefícios à sua saúde, não é? Torço todo dia para que algum cientista descubra as vantagens de uma dose diária de Dry Martini, que alguém abalizado reconheça que pão na chapa com manteiga faz bem para a memória, que quindim é ótimo anticoagulante, que batatinha frita não é calórica e que qualquer coisa a milanesa ou empanada regula os níveis de colesterol em excepcionais índices...

FRANGO COM LENTILHAS
2 coxas e sobrecoxas de frango desossadas
suco de meio limão
1 colher de mostarda dijon
lemon pepper a gosto
2 xícaras de lentilha de Puy cozidas com uma folha de louro
1 cebola grande
2 dentes de alho
2 colheres de azeite de oliva virgem
sal e pimenta a gosto

Tempere o frango com o limão, a mostarda e o lemon pepper. Reserve na geladeira por 1 hora, para pegar gosto.
Asse no forno a 180 graus por aproximadamente 30 minutos em um recipiente tampado com papel alumínio, junto com metade da cebola cortada em duas partes. Após este tempo, descubra, regue com o caldo obtido do assado e doure no forno por 8 minutos a 250 graus.
Refogue a meia cebola restante cortada em tiras no azeite até que fiquem ligeiramente douradas. Adicione o alho muito bem picado, acrescente a lentilha e tempere com sal e pimenta a gosto.
Sirva o frango sobre a lentilha, colocando a cebola assada por cima, finalizando com um fio de azeite virgem. Claro, receita para duas pessoas. Magras.

15 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Wanir! Em primeiro lugar, obrigada pela visita! Em segundo, parabéns pelo seu blog!! Gostei muito dele, em especial do nome "crônicas gulosas". Muito criativo!
    Volte sempre mais vezes no cantinho. Será sempre bem vindo!
    Abraços, Camila.

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pela visita e parabéns pelo seu espaço.
    gostei bastante desta receita também.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. que delícia hein?

    aproveito pra convidar a visitar e se fazer presente no meu novo blog: http://excentricomercurio.blogspot.com.br/
    o JeD vai entrar de férias beeeeeeeeeem prolongadas...

    ResponderExcluir
  5. Wair, eu tambem sou fanzoca dos graos e como muito pra compensar o pouco de carne que eu consumo normalmente. curto feijao so com alho e louro. tambem estou esperando pelo estudo que libere a ingestao massiva de batatinhas fritas, que eu infelizmente adoro! :-) abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aguardando loucamente este estudo...Beijos Fer!

      Excluir
  6. Adoro seus textos e suas receitas. Testei a receita do arroz de forno, na forma recomendada, como prato principal, aprovadíssima. O almoço encerrou e eu já tinha encomenda de um repeteco.
    Vou testar a de agora, lentilha é danado de bom.
    Ainda tenho divida a saldar comigo mesma, trata-se da execução da "Sardella da minha avó", lembra-se?
    O grão de bico me lembra a cozinha da avó portuguesa, ela fazia sopa, incrementada com rodelas de linguiça paio, delícia.Mas fiquei com olho mesmo foi na salada de grão de bico com bacalhau feita
    por um " tar de Wair", guloso que só, conhece? Cadê a receita e a estorinha acompanhando?
    Bjk
    Mia

    ResponderExcluir
  7. Uma curiosidade " imensa" bateu- me agora, ao ler um comentário em que vc é chamado de Wanir.
    Qual é a pronúncia correta do seu nome? Já vi manifestação sua dizendo que poderia ser assim ou assim assim.
    Mas quero saber como vc pronuncia seu nome!
    Pra mim é Uer, será?
    Mia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mia , a pronuncia é Vair mesmo. Era para ser Wadih ou Wagih, nomes libaneses, as minha vo não falava bem o português e deu o nome de Wair ao meu pai. Sim, eu sou Wair Jr...
      E vc, é Mia ou Maia? Beijos

      Excluir
  8. Que delicia de texto. Fiquei babando na foto do frango com lentilhas. Eu quero!!! Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Facílimo de fazer, Mauro. Vamos marcar qualquer dia. Abs

      Excluir
  9. Wair(Vair) de Paula Júnior, isso?
    Pra mim vc será sempre Uer de Paula.Fiz leitura inicial errada do seu nome, agora não consigo trocar.
    Se disser que me chamo Maia, não seria esquisito? A Maia é uma fiel seguidora do blog, xiiiiii!
    Pois então!
    Mas Maia não é o meu nome, é Mia, Vair, kkkkkk
    Bjk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mia, pensei numa versão americanizada de seu nome, that´s why...
      Contanto que você continue fiel seguidora do blog, te chamo do que quiser! bjs

      Excluir
  10. Vair Jr,
    Seguidora fidelíssima e admiradora também: do seu bom gosto, do senso de humor, do refinamento enfim...

    Mia ... that's why.. miauuuuuu?
    Sim, mas chiiiiiiiia também!
    Bjk
    Mia Maia, que tal?

    ResponderExcluir