food, art & spirits

food, art & spirits

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

o rei da cocada

Adoro coco, e ainda mais cocada. Sei, é calórico, é ultra doce, se acumula diretamente nos seus pneus sem dó nem piedade, e só sai dali na lipo heavy metal, pois não há aeróbica que elimine a as calorias desta sobremesa. 
Quando criança morei em Santos, litoral paulista. E em São Vicente, num lugar chamado de Biquinha, tinha um monte de carrinhos de metal oferecendo todo tipo de cocadas, brigadeiros, beijinhos e outros doces desta monta, e era um programa ir até lá para comer isto (os tempos já foram bem menos sofisticados e pretensiosos...). E eu adorava uma cocada de fita, feita com a fruta cortada em tiras largas, ainda com a "casquinha" marrom do coco por cima, era uma beleza. Não sei e nem quero saber a quantidade de açúcar que ia naquele prato, pois se eu contabilizar isto vou ter ataques súbitos de diabetes.
Como alguns gostos mantenho desde criança (como tomar Carpano - que, sorry - aprendi criança, ou provar o molho de tomate com um pedaço de pão), a cocada me acompanha até hoje. E decidi esta semana realizar esta preferência em casa. Tinha visto uma receita da Carla Pernambuco rapidamente, e decidi repetir. Claro, comecei com um dois, três... pequeno drink - suco de maracujá com vodka, simples e refrescante, pois sabia que ia aguentar um fogão quente.

(minha cozinha é dark mesmo, sorry...morro de inveja de quem posta fotos solares - as minhas parecem feitas pelo Conde das Trevas)
Sabe daquelas sobremesas simpáticas? Pois é, esta é uma delas. Já pensei em variações (com queijo serra da Canastra, que ganhei recentemente, com gengibre, com pimenta dedo-de-moça) e sei que todas estas variações em breve estarão circundando minha cintura. Tudo isto porque eu decidi ser  hedonista, em vez de ser magro...
Cocada de Forno
500 gramas de coco ralado fresco
500 ml de água de coco
2 colheres de açúcar
2 colheres de manteiga
1/2 fava de baunilha
4 ovos
1 e 1/2 xícaras de açúcar

Faça uma calda fina com a água de coco e 2 colheres de açúcar. Quando estiver meio em ponto de fio, adicione o coco ralado e mexa até reduzir a calda metade. Adicione a manteiga e a baunilha (raspe a baunilha do interior e também coloque a fava inteira, que será descartada posteriormente), mexa e reserve.
Bata os ovos com o açúcar restante até ficarem fofos. Retire a fava de baunilha e adicione lentamente à mistura de coco esfriada, e volte ao fogo baixo, mexendo sempre até dar liga (demora uns 15 minutos mais ou menos).
Coloque numa forma refratária untada com manteiga e leve ao forno pré-aquecido a 160° por aproximadamente 15 minutos, o até que esteja dourado na superfície como na foto abaixo, sem ressecar.
Servir em formato de quenelles, mas também pode ser feito em potinhos individuais - o que provavelmente acontecerá em casa, na próxima festa grande.
Este prato está um pouco mais "cheinho" do que manda a elegância, mas foi feito para o autor deste post, cada vez mais preocupado com a silhueta (só que não...).

21 comentários:

  1. Me diga uma coisa...depois tem como "raspar" o tabuleiro????. rsrsr...é a melhor parte do doce...a "rapa"!

    Doces memórias e doce prato... Tudo de bom Wair.

    Abraços

    Ps: A minha, pedida por sedex 10, ainda não chegou.... já enviou?? Rsrrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Margot, Mon amour - não grudou, para raspar o fundo...bjs!

      Excluir
  2. Eu já ia comentar que 2 colheres de açúcar não são nada, quando reli o último ingrediente... :-)

    Hómi tem que ter umas carnes pra gente agarrar! Cai de boca na cocada!

    ResponderExcluir
  3. Definitivamente vc fez a cocada subir de status! Cocada chic só aqui! Hahahaha! Diliçaaaaaaaaaaaaa! Bjs!

    ResponderExcluir
  4. Wair:

    Não gosto...rs mas do jeito que vc fala chega até a dar vontade...rs gosto de água de coco,adoro..rs

    Beijo e lindo fim de semana.

    ResponderExcluir
  5. Que delícia....
    Tudo que provém de coco é delicioso,essas fotos deram água na boca...
    Abraços!

    ResponderExcluir
  6. Aiiii,pelamorrrr,tem tele-entrega aqui pra Porto Alegre??????

    ResponderExcluir
  7. Adoro coco tambem, acho que culpa da minha ascendência nordestina.
    Agora, jogar essa cocada assim de tacada na nossa gula e ainda sugerir queijo canastra pra acompanhamento é de uma crueldade imensa com a cintura alheia. Só vou te perdoar porque tambem sou hedonista, faz tempo que entre ter um corpo perfeito ou me regalar com minhas guloseimas preferidas escolhi a segunda opção sem um pingo de dor na consciencia, assumo com orgulho minha gorduritchas. Afinal picanha não é mais saborosa que filé mignon?rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dricka, só posso dizer bem vinda ao clube ! Abraço imenso.

      Excluir
  8. Jura que é tão calórica assim? Mas tem uma cara ótima...
    vou fazer esta receita, depois falo se deu certo como a sua.
    abs
    Lia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tento me dizer que não é calórica. mas nãor resolve muito, confesso.
      abraços!

      Excluir
  9. Eu adoro coco, também, bolo de coco é um dos meus preferidos, Wair!
    Que linda a sua cocada, amei a idéia de fazê-la no forno!

    Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. se fizer, me avise. É muito bom, Pat...
      beijos

      Excluir
  10. Para esta cocada eu tiro meu chapéu! Douradinha assim, no forno, nunca tinha visto. Deve ser um espetáculo digno de todas as suas calorias :o)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBA!!! Ganhei a tarde. muito obrigada, Renata. Abração.

      Excluir